quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Inscrever-se em nosso canal, Dicas para Casais.

#Inscrever-se em nosso canal no YouTube tem sempre uma mensagem de Deus para seu Casamento #
https://youtu.be/NYXUcP20NU0
Pr Zaqueu Medeiros & Pra Marlene Inacio Medeiros Inacio
Pra Marlene Medeiros Medeiros
Casamentosrestauradoemcristo Casamento
#Amovc #Amovc

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

A separação de um casal

O QUE VOCÊ TEM FEITO PARA PROTEGER SEU CASAMENTO?

QUANDO SE PERDE A CONFIANÇA NO CASAMENTO

Quem nunca cometeu nenhum deslize em um relacionamento, que atire a primeira pedra!
De que deslize estou falando?
De uma "simples" mentirinha a uma traição, pisadas de bola funcionam como atentados violentos contra a confiança de um parceiro no outro.
Costuma haver uma relação direta entre o tamanho da pisada e o estrago na confiança, mas, às vezes, uma mentirinha aparentemente despretensiosa como "fiquei trabalhando até tarde", quando, na verdade, você estava era bebendo com os amigos ou em outros lugares, já é suficiente para que a confiança seja definitivamente abalada. Pois é, tem gente que não perdoa nada, acreditando que se o outro conta pequenas mentiras, é capaz de qualquer coisa. São os adeptos da tolerância zero, que costumam ser altamente exigentes consigo mesmos e, por isso, tratam seus parceiros com o mesmo rigor.
E tem quem faça vistas grossas a qualquer deslize do parceiro, para não correr o risco de perdê-lo. O excesso de permissividade, no entanto, é um tiro pela culatra, na medida em que vai minando a auto-estima, e sem auto-estima, não há relação que se sustente!
Como, então, reagir à traição da confiança?
Não possuo nenhuma fórmula milagrosa, que pudesse, de repente, ser aplicada a qualquer pessoa, indistintamente. O que sei, por experiência própria, é que a única forma de perdoar o outro é tentar se colocar no lugar dele. Se fosse você o mentiroso, por que deveria ser perdoado por seu parceiro? Você seria capaz de cometer a mesma traição que ele?
Se formos capazes de superar nosso orgulho e nossa raiva, é bem provável que consigamos nos identificar com o outro, reconhecendo que poderíamos cometer erro semelhante – ou até já o cometemos. Este é o primeiro passo para reconquistar a confiança perdida. Mas o assunto é dos mais delicados, pois todos somos seres imperfeitos e com uma boa dose de egoísmo e mesquinhez.
Passar por cima de tudo isso e reconhecer que o parceiro arrependido merece uma segunda chance é um trabalho e tanto.
Mantenha a sua confiança no Senhor, e ore para que sua confiança seja verdadeiramente restaurada.
Invista no bem mais precioso que Deus te deu, sua família. Não entregue nas mãos do inimigo aquilo que Deus confiou a você.
Fica a dica:
🌹Família Investimento Precioso 🌹

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

SEMINÁRIO DA FAMÍLIA

Não existe família perfeita, mais sim uma família que vive em harmonia respeitando os direitos e deveres de cada um”. Quando cada membro da família entende o seu papel, então Deus encontra espaço para atuar de tal forma, que flui o amor, a harmonia, o respeito, a compreensão, o carinho, os momentos de alegrias, então vem a prosperidade, flui a paz, todos crescem espiritualmente, emocionalmente, em maturidade e a realização dos sonhos acontecem naturalmente porque durante os dias estão sendo semeados e cultivados na família. O Espírito Santo é a coluna principal que sustenta esse lar. (Deus é o Criador, Sustentador e Restaurador da família)

FERIDA ABERTA 💔"

Uma ferida para ser curada precisa ser exposta. Algumas pessoas esperam chegar ao fim de tudo para procurar conversar com o(a) parceiro(a) sobre algo que o(a) machuca e incomoda, e quando se vê a crise chega, o amor esfria e o casamento chega ao fim.
Converse sobre o que lhe incomoda, exponha suas feridas para que alcance a cura de seus sentimentos.
"Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros, para que sareis; a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos."
Tiago 5 – 16
🌹Família Investimento Precioso

"CASAMENTO POR UM FIO"

Quando um casal rompe, muitas vezes ficamos chocados, procuramos entender o porquê de um término tão repentino. Mas o que não sabemos ou não paramos para analisar – é que um relacionamento começa a acabar muito antes do que se pensa. Ele vai, na maioria dos casos, acabando aos poucos.
São pequenas coisas, que às vezes parecem irrelevantes ou pouco significantes na hora, que vão “matando” a relação. Pequenas coisas, acumuladas, viram grandes coisas. Aí, inevitavelmente, basta “uma gota d’água para um copo cheio transbordar.”
Por isso que relacionamentos desgastados que não terminam numa “grande” briga, são bem menos passíveis de serem reatados do que aqueles que são rompidos num momento de muita raiva. Porque a raiva passa. Já aquela relação que foi acabando aos poucos…são bem mais complicados , pouco ou nada sobra para ser resgatado.
Nesse sentido, eu insisto em falar das pequenas coisas. Essas, que fazem toda a diferença. Porque um relacionamento começa a acabar, no momento em que o “EU” passa a se sobrepor ao “NÓS”. A relação começa a morrer quando a paciência acaba por qualquer motivo, e dá lugar às brigas desnecessárias.
O relacionamento vai perdendo força na mesma proporção em que vai desaparecendo o respeito. O fim se aproxima quando aqueles cuidados, o carinho, a gentileza, a vontade de surpreender – tão presentes e marcantes na fase da conquista – são substituídos pela falta de companheirismo, pela desatenção, pela preguiça, pelo comodismo. O que acaba com uma relação não é uma briga, é o afastamento lento, porém gradual, do casal. São as discussões sem sentido, reiteradas.
A rotina começa a matar o relacionamento quando atividades que eram para ser prazerosas começam a ser feitas por obrigação – ou quando simplesmente desaparecem. Quando problemas pequenos tomam proporções descabidas e começam a parecer bem maiores que o amor em si. Quando o diálogo perde espaço para a indiferença, atenção: o fim está próximo.
Fiquemos atentos! O amor, sozinho, não sustenta uma relação, e sequer resiste ao egoísmo, ao descaso diário, ao desleixo, à frieza.
Portanto, defendo:
Não mate seu relacionamento aos poucos. Não deixe a convivência aplacar o entusiasmo; a intimidade destruir a paixão. Use o tempo e o maior conhecimento do outro a seu favor. Não despreze os pequenos gestos, pois são as pequenas atitudes que fazem toda a diferença. Não espere sua relação desmoronar (ainda que lentamente, ainda que não pareça uma avalanche!), para tentar reconstrui-la.
Lembre-se de que o relacionamento é feito do dia-a-dia, e não de grandes eventos. Dê mais atenção aos detalhes.
O segredo da felicidade está na simplicidade!
🙌🏻 Deus abençoe seu relacionamento!
Fica a dica:
🌹Família Investimento Precioso🌹