segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Cole o coração vermelho no quarto:

Tema:
Cole o coração vermelho no quarto:
Ela estava muito cansada. Todo dia era a mesma coisa.
Ela se via puxada para dez direções diferentes: filhos, roupas para lavar, compras no supermercado, prazos para cumprir, amigos pedindo conselhos, cartas necessitando respostas, o telefone que não parava de tocar.
Ela se sentia abatida e exausta além da conta.
Ele estava irritado. O dia fora difícil, na lida com homens e mulheres cujas vidas
estavam desmoronando. Depois de uma hora preso no trânsito, ele encontrou os
filhos querendo sua atenção, uma lista de pacientes para quem precisava telefonar
e uma pilha de contas para pagar.
Nas primeiras horas da noite, ambos se esforçaram para não gritar, tentando
controlar os nervos em frangalhos.
De repente, alguma coisa insignificante acelerou o processo de descontrole.
As vozes de ambos se elevaram diante da intensidade da discussão. Sem querer, eles estavam trocando palavras que não desejavam pronunciar.
Assuntos que nem eram relevantes foram trazidos à baila. Mágoas passadas foram revividas. Mágoas guardadas e nunca perdoadas.
Uma simples discussão se transformou num debate acalorado. Quando estavam aos gritos, a porta do quarto foi entreaberta. Lentamente. Silenciosamente.
Uma mãozinha se esgueirou pela fresta e colocou alguma coisa na porta.
Imediatamente, a mãozinha sumiu e a porta foi fechada.
Curiosa, ela se levantou para investigar. Preso na porta com fita adesiva havia um pequeno coração de papel vpintado de vermelho, com os seguintes dizeres:
eu amo a mamãe e o papai. o filho de oito anos, estava fazendo sua parte em prol da paz na família. Lágrimas de vergonha molharam o rosto da jovem mãe. Marido e mulher se entreolharam, arrependidos por terem permitido que as suas emoções extrapolassem e
prejudicassem seu lar. De repente, nem lembravam mais sobre o que estavam discutindo, quando o pequeno filho colocou um coração de papel vermelho na porta do quarto.
Mas eles resolveram deixá-lo colado ali como um lembrete para os dias futuros.

Acesse:http://palestraparacasaisamovc.blogspot.com.br/

sábado, 25 de janeiro de 2014

AS CINCO LINGUAGENS DO AMOR

AS CINCO LINGUAGENS DO AMOR 
( do livro as cinco linguagens do amor)

Você já parou para pensar como muitos casais se separam tão rapidamente? Eu penso que uma das razões, seja a falta de interesse em agradar um ao outro. Pois, cada um busca satisfação própria sem se preocupar com o sentimento do outro.
A pessoa que entra no casamento em busca de satisfação própria, não demora a se separar. Pois, com pouco tempo de casado ele sentirá um vazio, e buscará novamente satisfação em outra pessoa. E isso vai acontecer muitas vezes na vida dessa pessoa, até que ela entenda que ninguém tem satisfação plena.
Uma pesquisa feita nos Estados unidos mostra que 40% do primeiro casamento, 60% do segundo casamento e 75% do terceiro casamento terminam em divórcio. Pelo que se pode ver a chance de serem felizes no segundo e no terceiro casamento não é atingida. 
DEVEMOS ESTAR DISPOSTO A APRENDER A PRIMEIRA LINGUAGEM DO AMOR DE NOSSO Cônjuge SE QUISERMOS COMUNICAR O AMOR DE UMA FORMA EFICIENTE.
No âmago da existência do ser humano encontra-se o desejo de intimidade e de ser amado. O casamento foi idealizado para suprir essas necessidades.
Compreender as cinco linguagens do amor e aprender a falar a primeira linguagem de amor de seu cônjuge pode alterar completamente o comportamento dele. As pessoas relacionam-se de forma diferente quando seu “Tanque do Amor” está cheio.



PRIMEIRA LINGUAGEM DO AMOR: palavra de afirmação
Mark Twain disse: “Um bom elogio pode me manter vivo durante dois meses”.  
Uma forma de expressar o amor emocional é utilizar palavras que edificam. Salomão, um dos escritores da Bíblia, escreveu: “A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto. A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra”.
Elogios e palavras de admiração são poderosos comunicadores do amor. São os melhores comunicadores em forma de expressão direta e simples, como: “Você ficou muito elegante neste terno!”, “Você ficou ótima com este vestido!”. O objetivo do amor não é você conseguir algo que deseja, mas fazer alguma coisa pelo bem-estar de quem você ama. No entanto, sabe-se que, quando recebemos elogios ficamos mais dispostos a retribuir a gentileza. 
Elogios é uma entre as muitas formas de expressar palavras de afirmação ao cônjuge.
Outra forma são as palavras encorajadoras. Encorajar significa “inspirar coragem”.
O encorajamento exige empatia que nos leva a enxergar o mundo sob a perspectiva de nosso cônjuge. Devemos, em primeiro lugar, procurar saber o que é importante para ele.


SEGUNDA LINGUAGEM DO AMOR: Tempo de qualidade
Tempo de qualidade é você dedicar a seu cônjuge sua inteira atenção, sem a dividir. Sair com seu cônjuge; ficar a sós para conversar etc.
Dedicar tempo de qualidade significa fazer coisas juntos e conceder atenção total a quem está conosco. 
A pessoa que tem a linguagem de amor tempo de qualidade se sente muito insegura em relação ao amor de seu cônjuge, se esse não lhe der atenção.
O cônjuge que tem a linguagem do amor Tempo de Qualidade precisa:
Ø  Estar sempre juntos;
Ø  De conversa de qualidade;
Ø  Atividades de qualidade;


TERCEIRA LINGUAGEM DO AMOR: Presentes
Um presente é algo que você pode segurar nas mãos e dizer: “Ele pensou em mim!”, ou “Ela se lembrou de mim!”. Antes de comprarmos um presente para alguém, pensamos naquela pessoa. O objetivo em si é um símbolo desse pensamento. Não importa se foi caro ou barato, o importante é que ele seja a prova desse desejo.
O presente é um símbolo visual do amor. Na maioria das cerimônias de casamento os noivos dão e recebem alianças. A pessoa que realiza a cerimônia diz: “Estas alianças são o sinal visível dos elos espirituais que unem estes dois corações em um amor que nunca terminará”. Os símbolos possuem valores emocionais.
SE A PRIMEIRA LINGUAGEM DE AMOR DE SEU CÔNJUGE FOR PRESENTES, VOCÊ PODE SER ESPECIALISTA NESSA ÁREA. NA VERDADE, ESSA É UMA DAS LINGUAGENS MAIS SIMPLES DE APRENDER. Você investirá em seu relacionamento e encherá o “Tanque do Amor” emocional de seu cônjuge. Com o “tanque cheio”, ele corresponderá a seu amor emocional em uma linguagem que você por certo entenderá. Quando as necessidades emocionais de ambos são supridas, o casamento toma uma dimensão totalmente nova. Não se preocupe com seus investimentos. Você sempre será econômico, mas investir no amor de seu cônjuge será como comprar a ação mais valiosa da bolsa de valores.
Lembre-se sua presença em tempo de crise é o maior presente que se pode dar ao cônjuge se a primeira linguagem o amor dele for presente.

QUARTA LINGUAGEM DO AMOR: Atos de serviço
A linguagem do amor atos de serviço é você fazer aquilo que você sabe que seu cônjuge gostaria que você fizesse. È procurar agradar realizando coisas que ele aprecia, expressando amor por diversas formas de “atos de serviço”. 
Essas formas podem ser as mais variáveis possíveis, como preparar uma boa refeição, pôr uma mesa bem arrumada, lavar a louça, passar o aspirador, arrumar a cômoda, etc.


QUINTA LINGUAGEM DO AMOR: Toque físico
Há muito se sabe que o toque físico é uma forma de se comunicar o amor emocional. O toque físico é também um poderoso veículo de comunicação para transmitir o amor conjugal. Andar de mãos dadas, beijar, abraçar e manter relações sexuais são formas de comunicar o amor emocional de seu cônjuge.
O toque físico pode iniciar ou terminar um relacionamento. Pode comunicar ódio ou amor. A pessoa cuja linguagem do amor é toque físico receberá uma mensagem que vai muito além das palavras “Eu odeio você” ou “Eu amo você”. 
Um tapa na cara da pessoa que tem o Toque Físico como primeira linguagem do amor será devastador.
 Um abraço afetuoso comunica amor ao cônjuge que tem o Toque Físico de forma mais intensa e ele se sente amado e seguro.

Ao descobrir que a primeira linguagem do amor de seu cônjuge é Toque Físico, sua única limitação é a própria imaginação quanto às formas de expressar amor. Descobrir novas formas e lugares de toque pode ser um excitante desafio.


sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Cursos de Noivos ( Gratis)



 Curso de noivos aproveite.
Existe uma frase de efeito: ‘’ O aprender e reaprender é o desafio que acompanha o ser humano’’.
Serão Seis Domingos, Início 30.03.2014 as 10 ( EBD)
Assembléia de Deus Missão Apostólica da Fé
Campo de São Cristóvão, 200 e 338 - Bairro Imperial de São Cristóvão - Rio de Janeiro – RJ
Maiores informações: Acesse http://www.ministeriodecasaisamovc.com/
Tel.: 21-7863-5128 – 21-3173-8128

Deus Perdoa, Quem Perdoa

Se perdoarem as ofensas dos outros contra vocês, o Pai que está no Céu também perdoará vocês. Mas, se não perdoarem os outros, o Pai também não perdoará as ofensas de vocês." Mateus 6:14 e 15.

Amor a Deus e ao próximo são aspectos muito intimamente relacionados da religião proposta por Jesus Cristo. E é curioso que, através da visualização desse sentido vertical e também horizontal de Sua mensagem, obtém-se uma espécie de cruz -- símbolo máximo do cristianismo tradicional, que tanto aponta para cima em direção ao Pai quanto para os lados, onde encontramos nossos semelhantes.

Nenhuma outra figura seria tão adequada para ilustrar a interdependência desses tópicos. Afinal, Jesus deixa bem claro que, se não agirmos amorosamente em relação ao próximo, não podemos esperar uma reação amorosa de Deus às nossas súplicas. Não adianta pedir-lhe perdão se , em nosso íntimo, permanecem restrições e mágoas para com outras pessoas.
Assim como não há limites para o perdão divino, também não deve haver limites de tolerância entre nós e o semelhante. Parece exagero, mas Jesus ensinou que mesmo que alguém nos ofendesse setenta vezes sete num só dia e, arrependido, toda vez nos procurasse para pedir desculpas, ainda assim deveríamos perdoá-lo. ( Lucas 17:4 e Mateus 18:21 e 22)
Acredite em Jesus: Só perdoando se é perdoado!

sábado, 18 de janeiro de 2014

CURSO DE TREINAMENTO PARA LÍDERES DE CASAIS



  Seminário para família; jantar de casais com palestras; encontro de casais.                                      

 17 palestras: Vai Mudar Sua Vida


1ª - Construindo ”meu Lar”.
2ª - 
As Consequências das Crises Familiares.
3ª - Criação de filhos.
4ª - Ajuste sexual.
5ª - Finanças do casal.
7ª. Veredas Antigas.
8ª - Dependência de Deus no Casamento.
9ª-Evitando Brigas.
10.Orçamento Doméstico.
11.  As Cinco Linguagens do Amor..

12. Como Perdoar Alguém da Família?

13. 9 Regras Para Um Casamento Feliz

17. Através do casamento Deus criou uma aliança entre duas pessoas.

 

 

Meus contatos: Tel:21-7863-5128 – 21-3173-8128- ID 55.10x42511
                                                       21- 9885-7139 - vivo



Conferência para Casais 2014

sábado, 11 de janeiro de 2014