sábado, 12 de setembro de 2015

VALORIZANDO AS DIFERENÇAS


Suportem-se uns ao outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Colossenses 3.13
Muitas pessoas casadas ficam apavoradas com a diferença entre si, e fazem o possível para igualá-las, chegando até a ter fisionomias parecidas e a raciocinar de forma semelhante. No entanto, muitas vezes, o colorido de relacionamento pode ser dado exatamente pelas diferenças entre os cônjuges. Com esse enfoque em mente, as diferenças detectadas e entendidas podem ser tornar fascinantes e ser utilizadas para o bem do casal.
De todas as diferenças entre um casal (temperamento, personalidade, cultura, etc.), a área da comunicação é a mais importante, pois é conseqüência das outras.
Em média, uma mulher tem para falar aproximadamente 25 mil palavras por dia, enquanto que a média dos homens raramente supera a 10 mil palavras! Sendo assim, vemos que a maioria dos homens utiliza suas 10 mil palavras no trabalho durante o dia e, quando chega em casa, sua esposa ainda está no início das suas.
Também se conclui, que, de forma geral, os homens conversam sobre assuntos mais racionais, fatos, acontecimentos, negócios, etc. e as mulheres, sobre assunto mais emocionais, compartilhando seus sentimentos, tristeza e alegrias. Se não houver a compreensão desse fato, a comunicação pode ser seriamente afetada. Cabe acrescentar aqui que, uma área que os homens precisam de ajuda, é quanto a compartilhar emoções, sentimentos, sonhos e frustrações com suas esposas.
O estudo e a observação de seu cônjuge são tarefas que perduram por toda vida. Como indivíduos, somos seres dinâmicos. Se aplicarmos os princípios de “um ao outro” em nossos casamentos, será possível desenvolvermos cada dia os princípios chaves de relacionamento: “amai uns aos outros”; “honrais uns aos outros”; “perdoai uns aos outros”; “considerai uns aos outros superiores a si mesmo”; etc.
Que Deus nos ajude em nosso mútuo caminhar!
Você tem conversado com seu cônjuge e ouvido o que ele tem para falar? Você respeita as características individuais do seu cônjuge?
PENSE NISSO